Site icon

Oaxaca – Exploring The Amazing Mexican City

ENG

Even though the visit had the peculiar stamp of this very special day for Mexican culture, there is much more to see and do in the city.

The State of Oaxaca is located in Southern Mexico, between the States of Puebla and Chiapas. The capital, Oaxaca de Juarez, is in the center of the state.

Oaxaca, the capital, let’s just call it that, is also the cultural, historical, artistic, commercial and economic activity center.

To visit Oaxaca is to experience Mexican culture to the fullest. From the unusual cuisine to the deep-rooted traditions, from the music to the architecture. Everything in Oaxaca will make you stop and appreciate your surroundings.

Dia de Muertos celebrations

Believe me, you won’t regret it!

How to get to Oaxaca?

Of all the options available, traveling to Oaxaca by bus is the best.

Riding the bus in Mexico is safe and there are companies that have the “Luxury” option with excellent value for money, with the advantage of being able to book tickets online.

What is the best time to visit Oaxaca?

Although the temperature in Oaxaca is always mild, making it a year-round visitable destination, the best time to visit the city is during the dry season, i.e. from October to May.

The advantage of visiting Oaxaca between June and September, the rainy season, is that you will find more affordable prices, since it is low season.

The busiest times in Oaxaca are from late October (Day of the Dead) until mid-March, so you will find more crowds.

In July there is also a chance to find a lot of people in town because of the Guelaguetza celebrations, the second largest annual festival in Oaxaca.

How to get around in the city?

It is very easy to get around the city on foot. The points of interest are relatively close, which makes it accessible to everyone.

Keep in mind that the city center is quite safe because it is a touristic place, but if you leave it you should take some precautions. So it’s up to you how far you want to/should explore Oaxaca.

To spend the day and see other points of interest near Oaxaca, such as other Pueblos Magicos, keeping the city as your base, if you don’t want to rent a car, you can do it by taxi.

Don’t forget to negotiate the fare BEFORE you leave so you don’t have any unpleasant surprises later on.

What to do in Oaxaca?

Explore the historical center

The historic center of Oaxaca is not very big and it is perfectly possible to walk around it.

Although at first glance it may look like a beautiful colonial city, it dates back to 1529, when it was originally occupied by the Zapotecs, the natives of Oaxaca.

Nowadays, it is a mix of old and modern, and it stands out on the list of UNESCO World Heritage Sites as being one of the few cities fully classified as such.

10 Things to do
Zocalo Oaxaca / Plaza de la Constitucion / Cathedral
Zócalo
Source: http://www.pueblosmexico.com.mx

As in any Mexican city, the Zocalo is synonymous with centrality, and in Oaxaca it is no different.

It is the central square of the city, where you will find the Plaza de la Constituicion itself and the Cathedral of Oaxaca.

Oaxaca Cathedral
Source: bitesee.com

The Metropolitan Cathedral of Nuestra Señora de la Asunción is the seat of the Roman Catholic Archdiocese of Antequera.

Its construction began around 1535 and it was consecrated on July 12, 1733. As the name implies, it is dedicated to Our Lady of the Assumption.

Temple of Santo Domingo de Guzman

The Temple of Santo Domingo de Guzmán dates back to the 16th century and is well known in Oaxaca, not only because it has been awarded the title of World Heritage Site, but also because its history and, more specifically, the history of its construction and multiple renovations have had a whole series of adventures, from its inception to the present day.

Museo de las Culturas de Oaxaca

The Museum of Cultures of Oaxaca, formerly known as the Regional Museum of Oaxaca, is located in the former convent of Santo Domingo de Guzmán, representing a valuable architectural heritage for the history of the state since colonial times.

The museum has its own history, having identified several phases in it since its beginnings as Museo Oaxaqueño in 1831.

Jardin Etnobotanico de Oaxaca
Source: bitesee.com

A visit to make even if you are not a plant or botany lover.

The purpose of the garden, and the definition of “ethnobotanical,” is to delve deeper into the relationship between plants and people.

The garden tells a story about Oaxaca’s cultural and artistic traditions and its place in Mexico’s natural history, making it a must-visit for visitors and residents alike.

Rufino Tamayo Museum

The museum contains collections of pre-Hispanic art once belonging to the Mexican painter Rufino Tamayo. It is located in a colonial-style building.

One of the main goals of Tamayo and the museum was to collect the historic pieces, and protect them from entering the illegal market of artifact dealers.

Tamayo left the estate to his home state of Oaxaca, for his fellow Mexicans to learn about his rich cultural heritage.

20 de Noviembre Market

Traditional market with lots of typical Oaxacan food to try, with stores and more.

It is more of a restaurant space than a traditional market, which means this is a great place to try lots of cheap, different and authentic food.

Calle de Macedonia Alcala

A lively, pedestrian street with a huge selection of galleries, stores, cafes and bars.

Benito Juarez Market

This is a traditional Mexican/Oaxacan market with food, stores and more.

This is a traditional Mexican market in Oaxaca where a mix of fresh agricultural products and cheeses, handmade items, ready-made foods and more are sold.

Museo Textil de Oaxaca

The Textile Museum of Oaxaca is an ode to one of the most valued crafts both in Oaxaca and the world: textiles.

The textile collection is kept in the Casa Antoneto, an 18th century manor house built atop the former orchard of the Santo Domingo Convent by Ángel de Antonelo y Bermúdez, a Spanish merchant who exported cochineal, the most popular natural dye in Oaxaca.

The property stands out because of its green stone facade and its large hand-carved wooden gate.

Where to stay in Oaxaca?

Booking.com

PT

O Estado de Oaxaca fica localizado no Sul do México, entre os Estados de Puebla e de Chiapas. A capital, Oaxaca de Juarez, encontra-se no centro do Estado.

Oaxaca, a capital, vamos chamar-lhe apenas assim, é também o centro cultural, histórico, artístico, comercial e de atividades económicas.

Visitar Oaxaca é experienciar a cultura mexicana em pleno. Da invulgar culinária às tradições enraizadas, da música à arquitetura. Tudo em Oaxaca vai fazer-vos parar para apreciar o que vos rodeia.

Celebrações do Dia dos Mortos

Acreditem, não se vão arrepender.

Como chegar a Oaxaca?

De entre todas as opções disponíveis, fazer a viagem até Oaxaca de autocarro é a melhor.

Andar de autocarro no México é seguro e há empresas que têm a opção “Luxo” com excelente relação qualidade/preço, com a vantagem de conseguirem fazer as reservas de bilhetes online.

Qual é a melhor altura para visitar Oaxaca?

Embora a temperatura em Oaxaca seja sempre amena, fazendo com que seja um destino visitável durante todo o ano, a melhor altura para visitar a cidade é durante a época seca, ou seja, de outubro a maio.

A vantagem de visitar Oaxaca entre junho e setembro, ou seja, a época das chuvas, é que vão encontrar preços mais acessíveis, já que é época baixa.

As épocas mais movimentadas em Oaxaca acontecem do final de outrubro (Dia dos Mortos) até meados de março, por isso vão encontrar mais multidões.

Em julho há também a possibilidade de encontrar muita gente na cidade por causa das celebrações do Guelaguetza, o segundo maior festival anual de Oaxaca.

Como fazer as deslocações na cidade?

É muito fácil percorrer a cidade apenas a pé. Os pontos de interesse ficam relativamente próximos, o que torna a deslocação acessível a todos.

Tenham em atenção que o centro da cidade é bastante seguro por ser um local turístico, mas que se saírem do mesmo devem ter alguns cuidados. Por isso fica ao vosso critério até onde querem/devem explorar Oaxaca.

Para irem passar o dia e conhecer outros pontos de interesse perto de Oaxaca, como sejam outros Pueblos Magicos, mantendo como base a cidade, se não quiserem alugar carro, podem fazê-lo de táxi.

Não se esqueçam de negociar os valores ANTES de saírem, para não terem surpresas desagradáveis mais tarde.

O que fazer em Oaxaca?

Explorar o centro histórico

O centro histórico de Oaxaca não é muito grande e é perfeitamente possível percorrê-lo a pé.

Embora à primeira vista possa parecer uma bonita cidade colonial, a mesma remonta a 1529, foi originalmente ocupada pelos Zapotecas, os nativos de Oaxaca.

Nos dias de hoje, é um misto de antigo e moderno, e destaca-se na lista de Sítios Classificados como Património Mundial da UNESCO, por ser das poucas cidades totalmente classificadas como tal.

10 Coisas para Fazer
Zocalo Oaxaca / Plaza de la Constitucion / Catedral
Zócalo
Fonte: http://www.pueblosmexico.com.mx

Como em qualquer cidade mexicana, o Zocalo é sinónimo de centralidade, e em Oaxaca não é diferente.

É a praça central da cidade, onde vão encontrar a Plaza de la Constituicion propriamente dita e a Catedral de Oaxaca.

Catedral de Oaxaca
Fonte: bitesee.com

A Catedral Metropolitana de Nuestra Señora de la Asunción é a sede da Arquidiocese Católica Romana de Antequera.

A sua construção começou por volta de 1535 e foi consagrada a 12 de julho de 1733. Tal como o nome indica, é dedicada a Nossa Senhora da Assunção.

Templo de Santo Domingo de Guzman

O Templo de Santo Domingo de Guzmán data do século XVI e é sobejamente conhecido em Oaxaca, não só por lhe ter sido atribuído o título de Património Cultural da Humanidade, mas também porque a sua história e, mais especificamente, a história da sua construção e remodelações múltiplas tiveram todo um conjunto de peripécias, desde o seu início até aos dias de hoje.

Museo de las Culturas de Oaxaca

O Museu das Culturas de Oaxaca, anteriormente conhecido como Museu Regional de Oaxaca, está localizado no ex-convento de Santo Domingo de Guzmán, representando um valioso património arquitetónico para a história do estado desde os tempos coloniais.

O museu tem a sua própria história, tendo nele identificado várias fases desde os primórdios como Museo Oaxaqueño em 1831.

Jardin Etnobotanico de Oaxaca
Fonte: bitesee.com

Uma visita a fazer mesmo que não se seja um amante de plantas ou de botânica.

O propósito do jardim, e a definição de “etnobotânico”, tem como objetivo aprofundar a relação entre as plantas e as pessoas.

O jardim conta uma história sobre as tradições culturais e artísticas de Oaxaca e o seu lugar na história natural do México, tornando-o uma visita obrigatória tanto para visitantes como para residentes.

Museu Rufino Tamayo

O museu contém coleções de arte pré-hispânica outrora pertencentes ao artista Rufino Tamayo, pintor mexicano. Está localizado num edifício de estilo colonial.

Um dos principais objetivos de Tamayo e do museu era recolher as peças históricas, e protegê-las da entrada no mercado ilegal dos comerciantes de artefactos.

Tamayo deixou o espólio ao seu estado natal de Oaxaca, para os seus companheiros mexicanos conhecerem a sua rica herança cultural.

Mercado 20 de Noviembre

Mercado tradicional com muita comida típica de Oaxaca para provar, com lojas e muito mais.

É mais um espaço de restauração do que propriamente um mercado tradicional, o que significa que este é um excelente local para experimentar muitas comidas baratas, diferentes e autênticas.

Calle de Macedonia Alcala

Uma rua cheia de animação, pedonal, com uma enorme oferta de galerias, lojas, cafés e bares.

Mercado Benito Juarez

É um mercado tradicional mexicano/oaxaquenho com alimentos, lojas e muito mais.

Este é um mercado mexicano tradicional de Oaxaca onde se vende uma mistura de produtos agrícolas frescos e queijos, artigos artesanais, comidas já preparadas e não só.

Museo Textil de Oaxaca

O Museu Têxtil de Oaxaca é uma ode a um dos artesanatos mais valorizados tanto em Oaxaca como no mundo: os têxteis.  

A coleção têxtil é mantida na Casa Antoneto, um solar do século XVIII construído no topo do antigo pomar do Convento de Santo Domingo por Ángel de Antonelo y Bermúdez, um comerciante espanhol que exportava cochonilha, a tinta natural mais popular em Oaxaca.

A propriedade destaca-se devido à sua fachada verde de pedra e ao seu grande portão de madeira esculpida à mão

Onde ficar em Oaxaca?

Booking.com
Se vão viajar para o México, não deixem de fazer seguro de viagem. Obtenham 5% de desconto, em qualquer seguro IATI, clicando na imagem
Exit mobile version